INJEÇÃO ELETRÔNICA

A injeção eletrônica foi desenvolvida para substituir o velho carburador e logo se tornou um mecanismo obrigatório nos veículos lançados no Brasil. Ainda assim, muitas pessoas ainda têm dúvidas ou sabem muito pouco sobre o seu funcionamento.

Qual a função da injeção eletrônica?

O sistema de injeção eletrônica injeta combustível de maneira controlada no motor do veículo. Esse controle é feito por meio de um chip eletrônico que analisa o funcionamento do motor, ajustando a alimentação, visando obter um melhor desempenho e eficiência.

Podemos classificar os componentes do sistema de injeção eletrônica em três grandes grupos. São eles:

Sensores

Trabalham analisando o funcionamento do motor e transferindo essas informações a uma central de informações. Distribuídos em pontos estratégicos do motor, os sensores verificam pressão, temperatura, velocidade e a proporção dos reagentes na queima do combustível.

Central de informações

Apesar de estarmos classificando por grupos, a central de informações é um único componente do sistema de injeção eletrônica. Ela gerencia o funcionamento do motor a partir das as informações enviadas pelos sensores.

Além de controlar a injeção de combustível, a central de informações armazena dados importantes sobre os parâmetros de fábrica do veículo.

Atuadores

São os últimos componentes do sistema de injeção eletrônica, responsáveis diretamente pela alimentação e queima do combustível no motor. Eles trabalham de acordo com os comandos da central de informações.

Alguns exemplos de atuadores são os injetores de combustível, bomba de combustível, bobina de faíscas, motor de passo e a ventoinha de arrefecimento.

Conheça suas vantagens

Não foi à toa que a injeção eletrônica se tornou um item obrigatório nos carros, afinal, são muitas as vantagens em relação ao carburador.

Como o sistema faz com que o motor trabalhe sempre em condições ideais, ele permite um consumo de combustível muito mais eficiente e econômico em relação ao método anterior.

Esse funcionamento otimizado do motor também permite uma significativa redução na emissão de gases poluentes.

Outra vantagem é que a injeção eletrônica não apresenta problemas ao dar partida, algo comum aos motores carburados, principalmente em dias frios.

Conheça os cuidados com a manutenção

Nem sempre é fácil perceber problemas com o funcionamento da injeção eletrônica. Isso porque, muitas vezes, o carro continua funcionando de maneira praticamente normal.

Por isso, é preciso estarem atentos à luz de injeção eletrônica no painel do carro. Mesmo que ele não note problemas aparentes, caso ela se acenda, é preciso que seja feito um diagnóstico por uma oficina de sua confiança.

Os bicos injetores são componentes que podem apresentar falhas devido ao acúmulo de impurezas no seu interior. Isso fará com que o motor trabalhe de maneira irregular, podendo desencadear maiores problemas. Procurar por um serviço de limpeza dos bicos injetores é o que deve ser feito nesse caso.

Abastecer com combustível de qualidade também é fundamental para a manutenção do sistema de injeção eletrônica.

© Copyright 2018 - Desenvolvido por Design Wade - Creative Services