MANUTENÇÃO PREVENTIVA

Manutenção Preventiva

Manutenção preventiva ajuda a evitar gastos altos com carro fora da garantia

Seguir o plano de revisões estipulado pela montadora é um ponto fundamental para preservar a garantia do carro. Porém, quando o período de cobertura chega ao fim, uma nova rotina de manutenções precisa ser estipulada, e isso pode resultar na redução de gastos com o veículo. A primeira ação deve ser a consulta ao manual do automóvel, para saber quais são as intervenções mecânicas previstas e quais são seus intervalos.

Prevenir é melhor

Cuidados que é preciso ter com a manutenção dos veículos usados

– Fazer a troca periódica do óleo e de seu filtro, sempre respeitando o tipo de lubrificante e os intervalos estipulados no manual do carro

– Substituir os filtros de ar do motor e da cabine de acordo com a recomendação do fabricante. Em geral, esse serviço deve ser feito a cada 10 mil quilômetros

– Trocar o aditivo do radiador e o fluido do sistema de freios a cada dois anos

– Nas paradas para manutenção, analisar se é preciso fazer a troca dos pneus ou rodízio, com balanceamento e alinhamento

– Verificar a de suspensão do carro (amortecedores, batentes, buchas e molas) a cada 15 mil quilômetros, mesmo se não houver sinais de desgaste -pode ser necessário fazer um reaperto da peças

– Verificar, a cada 10 mil quilômetros, se há necessidade de trocar as pastilhas de freio. O desgaste desses componentes compromete a segurança e acelera o desgaste dos discos, que custam caro

– Checar a vida útil da correia dentada do motor e de seus periféricos (tensionadores e esticadores). As peças feitas de borracha duram, em média, 50 mil quilômetros

© Copyright 2018 - Desenvolvido por Design Wade - Creative Services